Como usar o cartão de crédito com sabedoria? - Oinc
oinc_blog

Como usar o cartão de crédito com sabedoria?

Visto por algumas pessoas como vilão, o cartão de crédito pode ser uma ótima ferramenta para aproveitar as vantagens que o sistema bancário – que geralmente é mais conhecido por tirar dos consumidores do que dar benefícios – pode oferecer. 

Com a grande variedade de opções de bancos e cartões de crédito oferecidos no mercado, cada empresa tem sua vasta cartela de vantagens, que podem ser adequadas ao seu perfil e te ajudar a ganhar algo enquanto gasta. 

 

Mas sempre fica aquele grande alerta: cartão de crédito pode ser “perigoso” se você não se organizar e estiver 100% atento ao seu orçamento e no controle da situação. 

 

No post de hoje, compartilhamos algumas dicas de como usar o seu cartão de crédito com sabedoria para maximizar as vantagens que ele pode oferecer. Vamos lá: 

 

 

Saiba escolher seu Cartão de Crédito

 

É um tanto difícil começar por esse ponto, mas ele é central

 

Algumas bandeiras e bancos oferecem ótimos programas de desconto em restaurantes e lojas, troca de milhas em companhias aéreas, troca de produtos em grandes varejistas e, inclusive, cashback. 

 

Tente buscar um cartão que tenha um programa de benefícios com afinidade com seu perfil de consumo, preferências de lazer e até trabalho (caso você viaje muito, algumas bandeiras têm lounge exclusivo no aeroporto para clientes, o que pode ser um mimo que faça diferença na sua rotina), então pesquise! 

 

Parece muito intuitivo que isso é algo a ser feito e ponderado na escolha de um cartão, não é? Mas, muitas vezes, acabamos nos acostumando com um banco, por exemplo, pela praticidade de já termos feito uma conta lá há *10 mil anos atrás* e isso pode acabar custando caro pensando a longo prazo (não só pelas taxas, mas pela perda que você tem por não estar usando um serviço mais vantajoso). 

 

 

Enxergue o seu cartão pelo que ele é

 

Desde sua criação, o cartão de crédito tem um “místico” de ser visto como um dinheiro a mais na mão do consumidor. Mas sabemos que isso não é verdade. 

 

O “crédito”-  no “cartão de crédito” – é justamente um “crédito”, um empréstimo, que você está recebendo para gastar naquele momento, mas vai ter que pagar essa fatura no futuro. Então, adeque sua mentalidade a essa realidade. 

 

Se no fim do mês o dinheiro na conta corrente não paga o cartão de crédito, algo não está certo. 

 

E o mais importante, tente sempre não parcelar a fatura do cartão. 

 

Que fique claro, não estamos falando de parcelar compras. Falaremos disso abaixo.

 

Estamos falando sobre não pagar a fatura inteira do cartão, ou somente o mínimo, como um recurso por conta da falta do seu valor total.

 

Claro, existem situações mais sensíveis em que isso se torna uma necessidade para algumas realidades e cenários, mas não entre nisso porque “gastei demais esse mês no cartão comprando blusinhas e indo na balada”, os juros do rotativo do cartão não são amigáveis. 

 

 

E as compras parceladas?

 

Novidade para ninguém é que, uma das grandes vantagens do cartão de crédito é poder comprar algo de maior valor de forma parcelada e assim conseguir adquirir este item de uma forma mais suave – aquela televisão de R$ 2.000,00 de repente se torna mais ‘comprável’ em parcelas de R$ 200,00. 

 

MAS, nas palavras de Stan Lee “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades” e é aí que muita gente se perde. 

 

Poder parcelar em até 10X, ou o simples fato de ter a opção de parcelar, não significa que você deva parcelar sempre que você compra no crédito. 

 

É um verdadeiro caos ter que lidar com várias parcelas, de coisas que você nem lembra mais que tinha comprado – além de ser uma grande frustração ainda estar pagando uma viagem que você fez 10 meses atrás.

 

Várias parcelas de baixo valor também ficam caras e demoram a sumir das suas faturas.

 

Então, crie para você mesmo(a) limites quanto ao parcelamento, não use o limite que a loja te dá, isso é uma armadilha para sua organização e bem-estar financeiro.

 

Obviamente terão casos excepcionais, e parcelar pode fazer sentido em determinadas situações, como em uma compra grande e importante.

 

Mas tente sempre ser mais consciente quando o assunto é parcelamento para não criar (ou, se for o caso, controlar) o hábito de parcelar sem ver. 

 

 

No caso de emergência use a reserva de emergência

 

Como já falamos, cartão de crédito, inclusive o parcelamento da fatura, são criações de ‘dívidas’ a serem pagas em um momento futuro. 

 

Dessa forma, o cartão de crédito não deve ser visto como um “… se algo der errado eu tenho o limite de R$ 10.000,00 então, vai ficar tudo bem” porque essa conta vai chegar – novamente, o mantra “Enxergue o seu cartão pelo que ele é” se aplica aqui. 

 

Faça sua Reserva de Emergência (temos um post no Blog que pode te ajudar a dar os primeiros passos para montar uma) ou comece pelo “Fundo de dia Chuvoso, e crie para você uma segurança que seu cartão de crédito não pode comprar.

 

 

E a sabedoria? 

Usar o cartão de crédito com sabedoria é poder usar das vantagens dos programas de ponto e as vantagens de ser cliente daquela marca, construir seu Score de Crédito e não cair nos truques que a facilidade de ter um cartão (ou vários cartões) pode trazer.  

 

Se você pode pagar no débito ou no crédito é melhor que você use a opção que vai te dar alguma vantagem. E hoje os incentivos são para usar o cartão de crédito, então aproveite as regras do sistema e esteja no controle da situação. Seja o bilionário chinês que comprou um pintura por R$ 635 milhões e pagou no crédito para conseguir milhas, da sua realidade.

E aqui vai uma dica de conteúdo super interessante sobre o tema: para entender de forma simples a lógica do sistema do cartão de crédito e como bem usado ele pode ser vantajoso, indicamos o episódio 2 da série da Netflix “Explicando…dinheiro”

 

No episódio de 23 minutos chamado “Cartões de Crédito” a série explica os métodos que os bancos usam para maximizar os lucros, os perfis de usuários de cartões e explora um pouco o “credit card hacking” (que é maximizar o valor que você pode obter com recompensas e benefícios de cartão de crédito, que se relaciona bem com o que falamos de usar o cartão de crédito com sabedoria). 

Um comentário final: Se você for assistir com o áudio original em inglês, o episódio é narrado pela atriz Jane Lynch (a treinadora Sue Sylvester de Glee e a Sophie de The Marvelous Mrs. Maisel, informação sem relevância para esse artigo mas que me deixou intrigada por reconhecer a voz e não saber de quem era quando assisti).

Compartilhe esse conteúdo!

Inscreva-se para receber novidades

Entre na nossa lista de email para receber posts assim que saírem